notícias

Professores inspiradores: como alguns educadores conseguem impactar nossas vidas mais do que podemos imaginar

O melhor aluno costuma ser o que tira 10. Contudo, dificilmente o melhor professor é aquele que segue à risca os capítulos do livro e fica a aula inteira focado na matéria. Mais do que repassar conhecimento de uma disciplina específica, o professor que inspira vai além e exerce as funções de líder, modelo e mentor. Pare e lembre: qual foi o professor mais importante da sua vida?

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Gallup em parceria com a universidade americana de Purdue, pessoas que tiveram a sorte de ter um professor especial durante a graduação universitária costumam ser mais satisfeitas na carreira e na vida pessoal – as chances dessas pessoas se darem bem no trabalho chega a dobrar. A pesquisa prova ainda que as experiências e as relações que as pessoas têm na universidade contam muito mais do que a própria instituição em que estudaram – fato confirmado por um estudo da Rand Education. Isso quer dizer que bons laboratórios, tecnologia e um câmpus moderno ajudam, mas o que conta mesmo é a pessoa que está ali dando a aula, estimulando o aprendizado e debatendo sobre a vida, o universo e tudo mais.

Mas não é só na graduação que eles fazem toda a diferença. Principalmente ao longo do ensino básico, professores-líderes têm o poder de despertar o melhor de cada aluno, quebrar pré-conceitos e mudar vidas. Quantos filmes você já viu sobre professores que conseguiram recuperar alunos que tinham problemas na escola, em casa, baixa auto estima e um futuro preocupante? Se esses filmes existem é porque pelas salas de aula espalhadas pelo mundo ainda há verdadeiros heróis que conseguem, apesar de problemas de infraestrutura das escolas, baixos salários e condições de trabalho caóticas, olhar para cada aluno além do número da chamada, enxergar seu potencial e, o mais importante, lutar por ele.

Robert Rosenthal, um psicólogo que lecionava em Harvard, fez um experimento em uma escola de São Francisco, na Califórnia (EUA), a fim de descobrir como a expectativa dos professores afeta o desempenho dos alunos. Para isso, ele selecionou questões padrão de um teste de QI e disse se tratar de um teste capaz de identificar crianças que tinham um grande potencial. Feita a prova, ele selecionou algumas crianças aleatoriamente e informou aos professores que aquelas crianças haviam mostrado sinais de uma inteligência superior.

Rosenthal seguiu aquelas crianças e professores por dois anos e descobriu algo curioso: a expectativa que os professores colocaram nesses alunos fez com que a performance deles fosse superior à dos demais. Após mais pesquisas, o psicólogo descobriu o motivo: a expectativa dos professores fez com que eles tivessem mais paciência ao ouvir as respostas desses alunos, dessem feedbacks mais específicos, sorrissem mais e prestassem mais atenção a essas crianças. “Não é mágica, não é telepatia mental. São essas centenas de formas diferentes de tratar as pessoas no dia a dia”, disse Rosenthal.

Uma relação positiva entre aluno e professor permite que os estudantes se sintam mais à vontade na sala de aula, além de servir como alavanca para as habilidades sociais e de estudo. Uma turma que mantém relações próximas com seu professor tem mais chances de se engajar no aprendizado e de ser mais produtiva e unida, evitando problemas como o bullying, por exemplo. Esse benefício fica ainda mais claro em comunidades carentes, em que professores precisam motivar e tornar o aprendizado interessante para alunos que, muitas vezes, estão a um passo de desistir dos estudos. O professor inspirador vai muito além do tablado, das notas e da chamada: há empatia e vontade de transformar vidas – e quando há condições de trabalho para isso, claro, o resultado é ainda melhor.

Em uma sala de aula, o capital social pode ser definido como a relação humanizada entre aluno e professor, em que estudantes são tratados com atenção e há expectativa sobre eles. Para alunos do ensino médio, a relação positiva entre aluno e professor pode reduzir a evasão pela metade e inspirar futuras aspirações acadêmicas ou profissionais – na vida pessoal, essa relação é benéfica para auto estima e pode influenciar até mesmo no salário dos alunos na vida adulta.

No Brasil, o Prêmio Professores do Brasil, realizado pelo Ministério da Educação, seleciona as melhores iniciativas de prática pedagógica do país. Dos mais de 2 milhões de professores atuando na educação básica do país, 6.808 se inscreveram para a premiação, que selecionou 39 projetos de professores da educação infantil ao ensino médio. Em escala mundial, o Global Teacher Prize seleciona o educador mais inspirador do mundo e dá a ele um prêmio de US$ 1 milhão. 

Fonte: Hypeness